Como lidar com seu filho(a) adolescente?

Por Dr. Thomás Viana de Souza (18-09-2018)

De repente, a criancinha obediente dá lugar a um jovem que contesta, pede privacidade, e se veste de um jeito nunca imaginado. Chegou a adolescência. É nessa fase que nós temos a oportunidade de firmar nossa identidade, nossos valores e nossas crenças. É um momento de descoberta, em que os jovens experimentam e testam limites. Para muitos pais, é difícil saber como lidar com a adolescência de seu filho e suas contestações.

Uma pessoa que não tem espaço para discordar e argumentar não tem a possibilidade de amadurecer. Por isso, o diálogo ganha papel fundamental. Dessa maneira, evite na infância respostas pobres às indagações de seus filhos ou expressões do tipo “porque sim” e “porque não”. Isso tende a empobrecer também a possibilidade do diálogo no futuro. A criança bem ouvida se torna um adolescente mais encorajado para descobrir, para se colocar e para enfrentar o diferente.

Numa relação saudável, o jovem tem o direito de questionar e de entender as regras, enquanto o adulto ouve e pondera antes de restringir. Já os limites são colocados de maneira equilibrada e negociada.

Para saber como lidar com a adolescência, é preciso entender que nessa fase, eles não sentem medo de quase nada. E até para isso existe uma boa explicação, segundo a neurociência. Estudos indicam que, na adolescência, as áreas do cérebro responsáveis pelo medo ficam um pouco mais lentas, o que justifica esse comportamento destemido. No entanto, vale lembrar que os jovens são inexperientes. Por isso, mais uma vez, conversas sinceras são fundamentais. É importante explicar ao jovem os perigos, por exemplo, de entrar em um carro dirigido por alguém embriagado ou pegar carona com desconhecidos numa viagem com a turma.

Uma técnica de boa convivência é ter muito respeito por aquilo que os adolescentes gostam, valorizando o que cada um tem de bom. Todo mundo tem algo positivo. Se você concentrar a sua energia em reforçar somente aquilo que está ruim, como poderia pedir que o seu filho melhore?

Arcar com as consequências das atitudes e das escolhas também é fundamental nessa fase da vida. Pais devem colocar em discussão as atitudes dos adolescentes e deixar claras suas responsabilidades. Com isso, estarão colaborando com o preparo do jovem para a vida. Adulto maduro é aquele que tem liberdade e lida com suas escolhas de maneira responsável!

 

Segue uma lista de dicas de livros que todo pai e toda mãe de adolescentes deveriam ler:

  1. "Meus filhos me deixam louca" Alejandra Stamateas (Editora V&R).

  2. "Adolescentes: Quem ama, educa!" Içami Tiba (Editora Integrare Gráfica).

  3. "Conversando com seu filho adolescente sobre sexo" Marcos Ribeiro (Editora Academia).

  4. "Para entender o adolescente" Dr. Ronald Pagnoncelli (Editora L&PM).

  5. "Como agir com um adolescente difícil" J.D. Nasio (Editora Zahar).

  6. "Criando adolescentes em tempos difíceis" Elizabeth Monteiro (Editora Summus).

  7. "Eu ouviria meus pais se pelo menos eles calassem a boca. O que dizer e o que não dizer quando educamos adolescentes" - Anthony E. Wolf (Editora Rocco).

  8. "Pais que educam filhos que educam pais" Lídia Rosenberg Aratangy (Editora Celebris).

  9. "Como educar sua mãe: Manual de sobrevivência para meninos" João Pedro Roriz (Editora Wak).

  10.  "Criando Adolescentes. Para Pais e Mães De Verdade" Michael Carr Gregg (Editora Fundamento).

©  2.018 desenvolvido para Clinica Pediátrica Bem-me-quer

Av. Juscelino Kubitscheck, 16 - 1º andar, Bauxita, CEP 35.400-000 - Ouro Preto - MG

(31) 3551-5063

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now